segunda-feira, 9 de junho de 2014

DASP- Dermatite alérgica à saliva da pulga

Umas das dermatopatias alérgicas mais comuns é a DASP (Dermatite Alérgica à saliva de Pulgas)
A exposição contínua a picadas de pulgas pode desencadear num animal predisposto à alergias um quadro reacional a picadas, em que toda vez que sofrer uma picada dará sequência à sinais clínicos de vermelhidão, prurido intenso, perda de pelos e infecções secundárias.
É no verão que visualizamos mais frequentemente a presença de pulgas adultas, e é quando o Médico veterinário atende uma casuística maior de DASP. E não que no inverno não há pulgas!! Existe, porém estão mais em suas formas jovens (ovos, larvas e pupas). Os ovos estão ali, nas frestas e marcos de sua casa, apenas esperando um calorzinho para eclodir. Por isso, o melhor controle se dá no INVERNO, para que não vejamos tantas no verão !! ;)

Lembrar que uma vez alérgico a picadas, o animal será alérgico a elas durante toda vida. Por isso, o uso sistemático de antipulgas no alérgico, uma vez sensibilizado para picadas, deverá ser realizado, mesmo na ausência de pulgas.
Lembre que basta uma picada para desencadear todo o quadro de alergia. 

Procurar um antipulgas que visa o controle de pulgas adultas e de formas jovens, que possua uma ação de "contato"(em que a pulga não precise picar para morrer).
Controle ambiental e nos contactantes ( animais que convivem com o cão alérgico) deve ser realizado simultaneamente.

Observe a estrutura da pele normal( figura 1 ) , a estrutura da pele com reação à picada da pulga , e a foto de um gato apresentando DASP( figura 3)

 Figura 1                                                  
                                                    Figura 2
Figura 3

Dra Andrea Fermann Nagelstein












Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTÁRIOS E ELOGIOS SOBRE O BLOG

Olá Doutora, fiquei muito feliz em encontrar alguém que esclareça nossas dúvidas . Anônimo Olá! achei suas explicações bem esclare...