terça-feira, 24 de janeiro de 2012

ALERGIAS AUMENTAM NO VERÃO




É nessa época que aumentam as queixas dermatológicas nos consultórios veterinários. Isso se deve a diversos fatores: calor, exposição à ambientes externos (sol, ectoparasitas grama....).O clima é convidativo para viagens para campo, praia, serra...As atividades físicas aumentam. E com isso, aumenta o calor corporal e a ansiedade (no sentido de atividade). A pele tende a ressecar mais, perde liquido ficando mais exposta a alérgenos e infecções. Por isso é essencial que seja intensificada a hidratação tanto pela ingestão de água como através de produtos hidratantes, umectantes e emolientes aplicados na pele de nossos pets através de banhos para assim tornar a pele mais resistente nessas estações. Também aumenta a proliferação de pulgas e carrapatos nessa estação. Então é essencial que o antiparasitário seja aplicado regularmente e, dependendo do animal (se for mais alérgico), um esquema rigoroso de aplicações tópicas com intervalos menores, orientado pelo veterinário, seja preconizado.




DICAS:

Mantenha a pelagem do cão e gato mais baixa nas estações mais quentes. Com exceção de algumas raças que não devem ser tosadas (por exemplo, chow chow, samoieda, spitz alemão..)

Mantenha o antiparasitário regularmente

Evite banhos quentes demorados e a esfregação da pele com esponjas ou escovas ( massageie com suas mãos suavemente a pele do animal).
Utilize produtos hidratantes em banhos mais frequentes.
Água sempre fresca à disposição
Evite exposição direta ao sol. Utilize protetores solares orientados pelo veterinário
Não leve seu pet para a areia da praia e mar
Com certos cuidados seu pet curtirá a estação sem danos para sua saúde e pele
E ficará agradecido com certeza!

Dra. Andrea Nagelstein- pelepet







sábado, 14 de janeiro de 2012

ENVIO DE AMOSTRAS PARA O LABORATÓRIO

Recomendações para o correto envio das amostras

Para o exame histopatológico:
Após a colheita do material, coloque o fragmento o mais rápido possível no formol 10% e só o envie pelo correio depois de, no mínimo, 24 horas. Dessa maneira não há risco de perda da amostra por autólise caso ocorra vazamento do formol durante a viagem. Mesmo assim certifique-se do bom fechamento do potinho contendo o formol mais amostra (aconselhável enviar em um isopor) enviar juntamente a requisição de exame e o valor ou comprovante de depósito.

Para o exame citopatológico:
Logo após distender o material colhido sobre a lâmina de vidro, seque "ao ar" (balançando a lâmina no ar), já corá-la com o panótico (para fixar) e já colocá-la na caixinha de lâminas. Não envie a lâmina mergulhada no álcool absoluto.

COMENTÁRIOS E ELOGIOS SOBRE O BLOG

Olá Doutora, fiquei muito feliz em encontrar alguém que esclareça nossas dúvidas . Anônimo Olá! achei suas explicações bem esclare...