sexta-feira, 6 de agosto de 2010

DERMATITE ATÓPICA EM CÃES



A Dermatite Atópica (DA)é uma dermatopatia pruriginosa crônica. É genética, inflamatória e disqueratótica. É multifatorial agravada e intensificada por outras patologias e agentes secundários(como bactérias e leveduras).

Os indíviduos predispostos se tornam sensibilizados a alérgenos ambientais (DETHIOUX,2006; MARSELLA, 2006; GROSS, 2009). O ácaro da poeira doméstica, é o principal responsável.

Os alérgenos podem ser absorvidos percutaneamente, por inalação, e/ou por ingestão(SCOTT et al, 2001; DeBOER, 2004). Após a absorção há o desencadeamento de uma Reação de Hipersensibilidade Tipo1 (ALVES et al, 2002; OLIVRY et al, 2002), o que estimula a produção de Imunoglobulinas E (IgE) (GRIFFIN, 2001; DETHIOUX, 2006; MARSELLA, 2006), e Imunoglobulinas G(IgG) alérgeno-específico (SCOTT et al, 2001). A reação desses anticorpos, fixados à superfície dos mastócitos, mediante a alérgenos específicos induzem a liberação de mediadores responsáveis pela reação inflamatória e prurido (WILLEMSE, 1998).

Um fator genético físico e mecânico da doença é o fato da pele atópica ser mal estruturada geneticamente. Histologicamente, a pele é "aberta", e seca, ou seja há menor emulsão lipídica entre suas organelas,e consequentemente perda de água transdérmica e/ou falta de retenção, e redução de peptídeos antimicrobianos, que confere proteção contra infecções. Sendo seca e predisposta, coça e o trauma devido ao prurido leva a destruição das camadas, inflamação e aumento de agentes oportunistas , como bactérias e fungos saprófitas, aumentando também o limiar pruriginoso, e induzindo um ciclo vicioso.

A DA é o segundo distúrbio cutâneo que mais acomete os cães, perdendo apenas para a
Dermatite Alérgica a Picadas de Pulgas (DAPP) (BICHARD, 2003; SCOTT et al, 2003;
BIANCHI et al, 2007).É considerada uma das principais causas de prurido no cão
GUAGUÈRE e BENSIGNOR, 2005). Afeta de 10 a 15% da população canina e, animais com piodermites, mallasseziose e otites recorrentes devem ser considerados suspeitos de cursarem com DA como doença de base (FARIAS, 2007).

Em felinos, ainda há controvérsias no que diz respeito à doença (SCOTT et al, 2001). A frequência com que ela se manifesta varia bastante, e os sinais clínicos não são bem caracterizados quando comparado a Atopia canina (GROSS et al, 2009). Não há
evidências que sustente uma predisposição herdada nesta espécie (MEDLEAU, 2003).

A DA em cães pode se desenvolver tanto como doença sazonal quanto não sazonal.
Isso dependerá dos alérgenos envolvidos. Das alergias não sazonais, 30% dos casos irão resultar em problemas alérgicos perenes e crônicos (WILLEMSE, 1998; HILLIER, 2002).

Estudos mostraram que animais nascidos em meses de polinização tenderiam a desenvolver a doença e sofreriam a sensibilização primária durante aos primeiros quatro meses (SCOTT et al, 2001).

A idade de surgimento da doença situa-se entre 1 e 3 anos em 70% dos casos (SCOTT et
al, 2001; DEBOER, 2001). É raro que os sinais clínicos se manifestem antes dos 6 meses ou após os 7 anos de idade,mas já foram descritos casos com idade inferior há
3 meses (DETHIOUX, 2006).

A maioria dos relatos apontam a existência de predileção racial por cães Terriers, mas estudos recentes apontam a predileção pelas raças Labrador e Golden Retriever
DETHIOUX, 2006; GROSS et al, 2009), Dachshund e Poodle (GRIFFIN e DEBOER,
2001); e Sharpei, Lhasa-Apso, Dálmata, Pug, Cocker Spaniel, Akita, Buldog Inglês,
Boxer, Schanauzer Miniatura e SRD (LUCAS, 2007). WHITE (2003) também afirma e
relata a existência da doença em cães mestiços.

Nas ultimas décadas tem havido avanços na compreensão relacionada à patogênese
da DA em cães. Aspectos como caracterização, apresentação e processamento do alérgeno,
papel das sub populações de linfócitos e mastócitos, envolvimento do IgE e outros
anticorpos, e a influência de células efetoras vem sendo estudados para o entendimento afim de um melhor controle da doença (HILL e MARTIN, 1998).

É uma doença incurável mas controlável, embora seja dificil, pois envolvem inumeros fatores.Essa realmente é a doença pruriginosa(que coça) mais desafiadora para o clínico veterinário.Exige muita dedicação do clínico, e colalaboração do proprietário.

Após o diagnóstico de Atopia, o controle de inumeros fatores( como controle de ectoparasitas, alimentação, inalantes e alérgenos ambientais, resistencia da barreira cutanea com hidratantes....) devem ser controlados afim de não exceder o limiar pruriginoso do cão impedindo a exacerbação da doença.

ABAIXO O LINK DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO DA DRA.ANDREA F.NAGELSTEIN SOBRE PATOGENIA DA DERMATITE ATÓPICA EM CÃES:
http://www.qualittas.com.br/artigoDetalhes.php?artigo_id=950
Dra. Andrea F. Nagelstein

87 comentários:

  1. finalmente encontrei algo que explicasse os sintomas que minha Lhasa-Apso apresenta.
    Ela atualmente está com 2 anos e meio, mas com 1 ano de idade começou a apresentar todas as caracteristicas da DA.
    Já procurei vários veterinários e enquanto faço o tratamento indicxado ela melhora, mas bats acabar o periodo dos medicamentos que volta tudo novamente.
    não uso NENHUM produto de limpeza em minha residência, apenas água com vinagre de alcool.
    Mas é muito difícil tratar, principalmente a coceira na orelha.. mesmo com limpeza não adianta....
    Gostaria muito que se fosse possível, algém que já passou por isso me d~e algumas dicas de como controlar essas coceiras dela, principalmente a do ouvido... ela se morde tanto que fica sem pelo na região lateral que fica entre a aúltima costela e o fêmur. O dorço também coça muito... Não sei mais o que fazer!!! Não sei mais a que veterinário levar...
    Ela tem também alergia a picada de pulgas, mas imunizo-a a cada 2 meses com Frontiline, faço a detetização na minha residência também; ela come ração royal canin... enfim, tomo todos os cuidados!!!
    Desde já agradeço qualquer dica que alguns de vocês, que passam por problemas semelhantes com seus cães, possam me dar!
    meu email é : maribdarocha@hotmail.com

    qualquer dica será bem vinda!

    ResponderExcluir
  2. olá Mari,
    Referente ao comentário anterior peço para não desanimar. Essa doença pega de surpresa os veterinarios mais experientes devido ao seu caracter cronico e multifatorial.
    Entenda a doença . É genetica.A estrutura da pele de sua lhasa provavelmente é seca, pela qual há perda de agua e por isso coça.Sendo seca, e perdendo agua a torna mais aberta, e com isso inumeros agentes se aproveitam desses espaços( acaros penetram , e baterias e leveduras notam um meio propicio para o seu crescimento). Sendo multifatorial, devemos pensar em todas as suspeitas que agravam essa doença. Alergia a saliva de pulga, hidratação da pele...Procure usar o antipulgas com espaços reduzidos( no máximo a cada 30dias)e hidrate bem sua pele com produtos apropriados.
    "Terapias de pulso" podem ser instituidas quando as recidivas do quadro se tornarem mais frequentes.
    Padrão de reação nos ouvidos pode ser sinal que o cão ainda está passando por uma crise atópica.
    mari, saiba que é uma doença incuravel, mas controlável.O que se espera é um prurido(coceira) leve.
    Um dermatologista veterinário poderá orientar a melhor forma de controle para tua pet e depois o clínico seguirá com a manutenção da terapia.
    Espero ter ajudado.
    Me coloco a disposição.
    bj

    ResponderExcluir
  3. Eu tambem passo por um problema muito similar.
    Tenho um shitzu e com um inchaço vermelho entre as almofadas das patas.Como ele tem tb como agravante o fato de ter estrovita,fizemos diversos exames de sangue,ultrassom(porque tb esta com ganglios inchados),citologias,cultura fungica e ate agora nada mudou...inclusive agora tem tb um ferimento horrivel na patinha que nao sara mesmo com quadriderm,antibioticos etc.
    Ja nao sei mais o que fazer...

    ResponderExcluir
  4. Olá Patricia
    Os Shitzus assim como as demais raças chinesas são bem predispostos a dermatopatias.
    Pododermatites ( infecções de patas) são sinais clínicos de inúmeros problemas de pele, tais como infecções bacterianas e/ou fungicas secundárias ou não a dermatopatias alérgicas e/ou parasitárias, traumas de repetição, corpos estranhos...
    É muito difícil te dizer o que pode ser sem o exame clínico e laboratorial do teu pet.
    Um raspado de pele profundo( não sei se já fizeste) seria de grande auxílio para diagnóstico diferencial de pododemodiciose( se positico para o ácaro demodex canis).E infecções bacterianas secundárias a dermatites alérgicas sempre devem ser pensadas nessas raças como já havia falado.
    Espero ter ajudado um pouco.
    Me coloco a disposição para conversar com o veterinário dele.
    abraço
    Andrea F. Nagelstein

    ResponderExcluir
  5. Minha cadela de nome Puka fez um ano em setembro e começou agora a desenvolver esses sintomas ... estou desanimada... está a comer uma ração à base de salmão rica em Omega 3, tomou antihistamínico, toma banho com gel apropriado, usa creme , mas está na mesma... estou desanimada... ela apresenta sintomas acentuados por baixo na zona do pescoço, tirei o colar contra pulgas e insectos, mas Há pouco vi 2 pulgas. Tudo começou nas partesde baido das patinhas ... está a perder muito p~elo... minha bela cadelinha... estou a ver que vai sofrer

    ResponderExcluir
  6. Calma Isabel . Para tudo há uma solução ou no mínimo um controle.
    A primeira atitude que deves tomar é cortar a pelagem de maneira que fique baixa e continuar usando xampus hidratantes.
    Como observou pulgas uma medida de controle afim de evitar as picadas deve ser preconizada. Sugiro que utilize produtos em forma de spray( como o Front line) ou pour-on( Front line ou advantage ) a cada quinze dias. Observe nos próximos 2meses se esses sintomas persistem.
    Ainda não podemos dizer que a Puka é uma atópica.
    Me dê notícias após esse periodo.
    abraço

    ResponderExcluir
  7. sou veterinária, e tenho uma paciente bulldog francês a betina que sofre com a dermatite atópica, seus donos já passaram por vários veterinários e não tiveram sucesso. quando chegou em meu consultório resolvi fazer um teste alérgico pra saber o que realmente ela era alergica e o resultado foi a alérgenos ambientais. seus donos estavam desesperados pois o macho da mesma raça não apresentava nada disso, e eles não entendiam muito bem. como não sou especialista em dermatologia resolvi entrar em contato com vocês, pois segui um protocolo de medicamentos que durante a crise resolveu, mas como se trata de medicamentos com corticóides não sei se será prejudicial futuramente a betina. aguardo resposta.

    ResponderExcluir
  8. Oi Dra.vet
    A Dermatite Atópica nos pega de surpresa mesmo.E Infelizmente só nos resta controle.
    Os Testes intradérmicos foram preconizados para observar quais alérgenos do Kit ou dos testados o paciente reage.Utilizamos o teste para a formulação de vacinas (que constará os alérgenos testados).
    Se pensarmos que ´uma doença multifatorial, e que existem inumeros alérgenos não testados ou que inumeros deles são regionais e nem existem para ser testados nos kits convencionais disponibilizados para todo o Brasil, teremos uma baixa eficácia com a imunomodulação vacinal.
    Ao meu ver há maior eficacia na terapia hoje se pensarmos na imunopatogenia da doença, seus fatores extrinsecos e intrinsicos. fatores como perda de barreira, de hidratação ; contaminação secundária, e reação a alérgenos como picada de ectoparasitas e alimentos instituindo terapia atraves de hidratação intensiva, PULSOTERAPIA, controle antiparasitario e alimentar....
    E em crises usar corticóide ou antihistaminico dependendo do nível de prurido, com cautela bioquimica, é lógico.
    Dra. Andrea - PELE PET

    ResponderExcluir
  9. sou dona de um york de 11anos que desde os 3 apresenta dermatites, escamaçao da pele que por baixa imunidade acaba se transformando em fungo ou bacteria...ja passei por muitos vets e ninguem descobre melhor maneira de tratar aqui na minha cidade nao tem especialista em dermatologia atualmente uso frontline a cada 30dia, humilac pra pele seca, allermyl shampoo sem corante e sem perfume e raçao royal canin mature... gostaria de saber como posso verificar se meu cao eh atopico ja que a anos sofre desse problema que sempre se inicia na primavera com chegada do calor no momento ele esra com queda excessiva de pelos muita escamaçao que faz feridas e sangra de coçar.. mesmo usando todos produtos e tentado dar vitaminas para pelo nao resolve apenas ameniza por pouquinho tempo.... o que façoo se puder me orientar agradeço muito

    ResponderExcluir
  10. oi Dionéia.
    Com certeza é um problema crônico devido ao tempo que teu pet cursa com patologia de pele.
    Para o diagnóstico precisaria mesmo de um profissional que o acompanhasse.Num primeiro momento precisaria excluir qualquer agente parasitário ou fungico, para saber se essa é a causa base ou é realmente um quadro alérgico. Já foi realizado raspado de pele e cultura fúngica? Qual o resultado? Se negativo, precisava saber se primeiro vem a coceira e depois a ferida, ou ao contrário?( primeiro a ferida e após a coceira)
    Seria necessário avaliar essa descamação para saber que tipo de seborreia é( seca ou oleosa).
    Na suspeita de doença alérgica ou pruriginosa causas como alergia a picada de pulga, e alimento devem ser excluídas para só assim pensarmos em atopia. Antipulgas parece em dia(voce aplica a cada 30dias). jÁ FIZESTE UM TESTE ALIMENTAR COM RAÇÃO hIPOALERGENICA Royal canin? Mínimo de 60dias ( ingerindo apenas ela), pode ser benéfica ser for um alérgico alimentar. Se não obtiver resposta podemos pensar em atopia agravada por diversos fatores( bacterias, leveduras...|)
    Mas é fundamental esse acompanhamento pois medicações sistêmicas serão necessárias e teu pet já é um paciente geriatrico com o qual deve se ter muito cuidado frente as medicações.
    Onde você mora Dionéia?

    ResponderExcluir
  11. Obrigado pela resposta, meu cao nao fez raspado esse ano, mas ano passado e retrasado fez quando estava com mesmo problema iniciado na mesma epoca e nao deu nada tudo negativo..em primeiro lugar vem a pele super escamada algumas caspas brancas em seguida ele se coça e faz feridas, seu pescoço começa a ficar vermelho e coçar muito as orelhas vermelhas,otite aparece, mordedura nas patas e queda horrivel de pelo.. eu nao tentei a raçao hypoalergenica ainda tentei dar a ele proplan sensitive e ele recusa comer..sou do RS canoas.

    ResponderExcluir
  12. Sofro com meu bull-terrier atópico, apresenta otite incurável, sempre com o pelo falho e ainda de sobra ela sofre alguma disfunção hormonal pois tem gravidez psicológica a cada cio. Estou com muita dificuldade em fazer o tratamento por não conhecer profissional especializado assim como vc aqui em Curitiba. Parabéns pelo seu trabalho e ficaria agradecido se pudesse me indicar algum médico vetrinário em Curitiba. Obrigado (nutriguiboratto@hotmail.com)

    ResponderExcluir
  13. Dionéia, olha que legal. Em Canoas há a Dra Diva que atende na
    Rua Victor Barreto, 2080 - Centro
    Cep. 92010-000 - Canoas/RS
    Fones: (51)3466.9568 3472.2567 / 3472.0733
    É dermatologista também. Marque uma consulta.
    Ou se quiser pode marcar num sábado comigo em POA
    O caso do teu cão tem que ser supervisionado de perto. abração e boa sorte.

    ResponderExcluir
  14. Guilherme,
    Sorte sua de morar em Curitiba!! Lá tem a clinica do meu "Mestre", Prof Marconi. Foi com ele que fiz minha especialidade.
    Endereço:
    Rua Carmelo Rangel, 85 - CEP:80440-050
    Telefone:
    (41) 3209-9071
    agende uma consulta. Teu cão precisa ser supervisionado com certeza
    P>S: antecipando uma dica. A pseudociese se trata definitivamente através da Castração. Não é bom que ela tenha novas pseudogestações.
    Abraço

    ResponderExcluir
  15. oi! tenho uma poodle há um 1 ano ela manifesta problemas de pele!
    É UM SOFRIMENTO CUIDA-LA! POIS SUA PELE ESTA SEMPRE VERMELHA,COM COCEIRA, JÁ FIZ TESTE DE PELE,NÃO É SARDA,NEM PULGA,pode esta com DA!!!
    como posso trata-lo???

    ResponderExcluir
  16. Olá Disney,
    O diagnóstico de Dermatite Atópica é confirmado após a exlusão de causas parasitárias, alergia a picada de ectoparasitas e alimentos.
    O controle c/ antipulgas tópico( no animal) e no ambiente é preconizado mais frequentemente nos animais sensíveis e/ou alérgicos.Se faz a cada 14dias para obter uma resposta caso seja apenas Alergia a picada de pulgas, por exemplo. Se a coceira persistir causas como hipersensibilidade alimentar devem ser investigadas realizando restrição proteica com dieta especial durante um periodo pré estabelecido. E se mesmo assim continuar se coçando pode ser uma Atópica sim. Mas só o vet poderá confirmar.
    De qualquer maneira, enquanto se investiga mantenha o antipulgas bem regular, sistemático com intervalos reduzidos entre eles, controle sua alimentação, e mantenha sua pele muito, mas muito hidratada através do uso de xampus especiais hidratantes.
    Dra. Andrea Nagelstein PELE PET

    ResponderExcluir
  17. Mary... Socorro tenho um chow chow com seis anos, toda vez que toma banho começa a se coçar incansávelmente, abre feridas que ficam aparecendo a carne, formato de círculo e que demoram longos meses para cicatrizar. Um veterinário em minha cidade fez raspagem e detectou FUNGOS, fiz o tratamento durante um ano ele melhorou depois disso foi dado banho novamente e tudo recomeçou...nao aguento mais..sinto muita pena do bichinho, ele se coça die e noite, já foi tosado mas as feridas voltam e cada vez mais intensas...Socorro me ajudem tenho a impressáo que ele vai morrer se coçando. ele está com cheiro horrível de cachorro sujo...mas que eu faço? com feridas abertas e se molhar tudo piora. Alguém me ajude, qual medicaçao usar? como fazer com os banhos? Ele é muito dócil, inteligente e companheiro, nos ajudem.

    ResponderExcluir
  18. Referente ao comentário anterior me parece um caso de "hot spot" , piodermite superficial e contaminação secundaria geralmente relacionado a casos alérgicos.
    É claro que teriamos que fazer uma anamnese e exame clínico detalhado.
    Sugiro que consulte um dermatologista para melhor controlar seu pet.
    De antemão sugiro que mantenha o antipulgas regularmente mesmo não visualizando pulgas(pelo que me fala, ao voltar da estetica piora o quadro.Devemos lembrar que a estética por mais limpa que seja sempre a infestação de pulgas por menor que seja, e teu cão sendo alérgico a elas poderá desencadear o quadro pruriginoso.). Banhos com xampus hidratantes e sem perfumes devem ser preconizados.
    Teu cão provavelmente precisará medicação sistemica.Por isso, deverá ser acompanhado por um profissional.
    abraço

    ResponderExcluir
  19. Parabéns pela iniciativa Dra. Pele Pet!

    Tenho uma daschund de apenas 6 meses e tenho tido alguns probleminhas com ela desde os 4 meses de idade... Tudo começou quando levei ela a praia. Alguns dias depois ela começou a se coçar e a ter algumas bolinhas na pele, como se fosse caspa. Descamava sempre...

    Levei na veterinária e ela indicou um tratamento de banho 1 x por semana com Peroxidex e fez uma raspagem... deu um fungo! Tratamos por 15 dias e ainda nnao tinha ficado boa, então fizemos mais 15 dias de remédio: Itraconozol. Depois de 1 mês ela tinha melhorado mas não estava 100% e então fizemos uma nova raspagem e não deu mais o tal fungo.

    Começamos um novo tratamento com polaramine 6 gotas de 8 em 8 horas, 2 comprimidos de promum para aumentar a imunidade e um shampoo manipulado com banhos semanais. Realmente ela melhorou e muitoooooooo... e então comecei a diminuir o polaramine para 2 x ao dia e ela continou bem, com pouca coceira e quase nada na pele.

    No ano novo ela foi comigo para a região litorânea aqui do RJ e ficou ótima... mas é claro que não a levei para a praia... fiquei com trauma, rs!

    Quando depois de sair da praia fui para a região serrana do RJ para a casa da minha avó, diminui para 1 x ao dia o polaramine e aí é que a coisa toda voltou... acabei levando a uma veterinária lá da cidade que diziam ser a melhor da região serrana.

    Enfim... ela disse que era uma DA... disse exatamente o que diz no seu texto, que não tinha cura e sim controle. O tratamento sugerido foi: vacina antialérgica 1 x por semana por 1 mês pelo menos + antibiótico Rilexine 75 (1 comprimido e 1/2 - 2 x ao dia) por 15 dias e ainda spray de Neodexa 2 x ao dia por 15 dias. Acho que realmente ela está bem melhor...

    Preventivamente eu só uso desinfetante de uso veterinário, dou a ração Pro Plan Premium Sensitive Skin e a nova Dra. me indicou que evitásse os banhos tão frequentes. E que quando tivesse que dar banho usasse o Peroxidex.

    Qual a sua opinião? Acha que é uma DA mesmo? Acha que é de pele seca ou oleosa? E o tratamento, a Dra. acha que vale a tentativa?

    Obrigada!
    Beijos,
    Bia

    ResponderExcluir
  20. Bia,
    Estava pensando sobre o caso da sua cadelinha dachshund. Parece que tudo começou lá na praia.
    Pensando na raça e idade dela as possibilidades maiores são de DAPP( dermatite alérgica a picada de pulgas) e HA ( bem menos frequente).
    É dificil o diagnóstico de Atopia tão precocemente.Talvez até possa ser uma atópica mas estas patologias teriam que ser descartadas antes.
    Houve resposta ao polaramine, mas talvez quando reduziu a dose, por este fator ou coincidentemente se expos ao alérgeno, aumentaram as coceiras.É dificil saber.Existem muitos fatores como a atividade do antipulgas , por exemplo.Teriamos que conversar.
    O diagnóstico definitivo para detecção de fungos é a cUltura fúngica(demora entre 14-30dias) e não o exame direto.
    Acredito que ela possa ter cursado com uma foliculite bacteriana( "bolinhas") que geralmente é secundária (a parasitas, quadro alérgico..).Com o uso de antibiotico sanou o problema da foliculite. Agora basta descartar se há uma causa para tentar prevenir.
    Espero ter ajudado um pouco.
    Abraço Andrea

    ResponderExcluir
  21. Dra, meu shih tzu de 2 meses e meio comecou a apresentar um prurido importante, mais pronunciado nas articulacoes das patas. Nao consegui observar lesoes ou eritema na pele, apenas ve-se algo (como pele seca como se estivesse descamando, mas amarronzada, ou, se fosse em uma crianca, diria lendea seca - nao consegui definir) aderido ao pelo. Antes de iniciar o prurido, ele havia sido escovado com escova de metal e ficou no chao da casa do meu noivo, tendo notado que ele estava sentindo bastante calor (inquieto inclusive) e observando ainda que ele ficou em cima de um colchao antigo. Levei-o a uma veterinaria que prescreveu um spray com corticoide + antibiotico (neomicina) com intuito de diminuir o prurido, ate realizar a raspado da pele. Leiga na medicina veterinaria interrogo-me se nao ha possibilidade de teste terapeutico, levando em consideracao a suspeita clinica ou se eh realmente necessario de imediato a realizacao da raspagem. Antes que esqueca, ele esta se alimentando desde o desmame com premier super premium racas pequenas (filhotes) - sera que poderia ser um quadro de alergia alimentar, ou ainda nao seria o caso de iniciar troca da racao. Se possivel, poderia me informar se ha algum vet dermatologista em Salvador. Desde ja agradeco a atencao. Camila

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camila,
      Prurido em filhotes sempre devemos pensar em causas pruriginosas como as Parasitárias (Escabiose, por exemplo)e as alergias ( DAPP, ou alimentares, mais remotamente).
      Não descarto nenhuma dessas possibilidades pelo histórico, localização... Dermatite atópica é bem mais raro em filhotes tão novos.
      É sempre útil o raspado afim de diagnóstico diferencial outras causas parasitárias.
      No caso, a Escabiose pode ser tratada empiricamente baseado na suspeita clínica, e o diagnóstico medicamentoso é aceito.
      Em salvador , pessoalmente não conheço nenhum colega dermatologista, mas seria de grande valia um atendimento e acompanhento mais especializado nesse caso .
      Espero ter ajudado.Abraço Andrea Nagelstein

      Excluir
  22. Ola, tenho uma cadela da raça lhasa apso ela tem nove anos e fazem oito anos que trato da Dermatite atopica essa doença exige muito cuidado com tudo, na alimentaçao, banho, secagem do pelo com secador sempre friu,nao posso usar condicionador na pelagem nem perfumes, ambiente sempre limpo, esterelizaçao da casinha um ves por semana, shampoo especial e ultilizaçao de antipulgas. Ja levei em varios veterinarios e a cada 4 ou 5 meses tenho que fazer o tratamento medicamentoso novamente, a uns 4 anos levamos ela na puc curitiba e la eles indicaram o shampoo com ureia e algums outros ativos, o custo desse shampoo é de 60 reais, é um shampoo manipulado que temos que usar a cada banho e a duraçao desse shampoo é um mes, com isso tambem conseguimos controlar o caso, como ja fazem oito anos que tratamos essa doença nao aguento mais o gasto que tenho com isso, entao quando nao posso levar ela para o veterinario dou xidroxigine e as vezes uma infeçao de amoxicilina para parar a coseira ao menos, vc acha que estou fazendo mal? e o cetoconazol, qual o efeito na pele com dermatite atopica? vc indicaria algum outro produto mais barato para ser usado?

    ResponderExcluir
  23. Carla,
    Você parece ter entendido essa doença e seu carácter crônico. Realmente não é fácil e uma série de fatores tem de ser bem controlados.
    É uma doença que muitas vezes concomita com outras ,como por exemplo alergia a picadas de pulgas( por isso, o uso de antipulgas se faz necessário aplicando-os regularmente com intervalos curtos).É agravada e intensificada por agentes da propria pele, como bactérias e fungos.E devemos pensar que existe o próprio fator estrutural da pele desses cães, que geneticamente é seca.
    Pensando em todos esses fatores é possivel o controle.Há agentes mais dificeis de se controlar , como pólen e ácaros ambientais.
    vejo que a hidratação e a suplentação de acidos graxos são elemnetos essenciais para que a pele se torne mais forte, mais resistente.
    Há casos que mesmo com todo esse controle há recidiva de bactérias e leveduras com intervalos menores que 3-4meses. nesses casos institui-se um protocolo de PULSOTERAPIA com antibiotico e antifungico.E há crises de prurido que pode se fazer um ciclo com antihistaminicos.
    Esses protocolos talvez seja interessante para sua cadelinha, mas deve ser conversado e orientado por um profissional especializado.
    na PUC de Curitiba temos um grande mestre nessa área, Dr. Marconi.
    Para te ajudar , poderia ser formulado um shampoo hidratante, emoliente e umectante. Talvez seja menos oneroso. sprays hidratantes também podem ser manipulados para aplicações entre os banhos intensificando a hidratação da pele dela.
    Quanto ao cetoconazol, sua indicação vai depender do caso.É mais indicado para dermatofitoses e/ou como queratolitico e antinflamatório
    Espero ter elucidado um pouco abraço

    ResponderExcluir
  24. Ola, Dra. Pelepet

    Minha York Dora, tem 6 anos, e sofre de uma constante coceira, levei ela a uma dermatologista em Florianópolis, fez raspagem, e começamos o tratamento para excluir alergia apulgas, alime,tos ou atópica, concluimos com os testes que ela é alérgica a alimentos, e atópica.
    Foi aplicado Convênea, iniciei alimentação com Royal Canin Hipoalergenic, mas de um tempo pra cá a coceita voltou, e engreçado, ela coça só o lado direito, o pelo chega a estar com aspecto queimado, avermelhado, dou banho com shampoo com clorexidina, as vezes nao consigo dar todas as semanas, pode ser isso que tenha agravado, e ela come a comida do gato do meu namorado (essa semana resolvemos, colocando o potinho dele para cima), bom, a minha dúvida é sobre o Convenia, ele tem efeito por 14 dias, e custa caro, não teria outro tratamento que poderia indicar para ela, ou um Dermatologista em Florianópolis para me encaminhar? Fico preocupada com o organismo dela, já que não é tão novinha, não sei o que fazer, aguardo sua ajuda, Obrigada!!

    ResponderExcluir
  25. Olá.
    A respeito do comentário anterior...A Dermatite Atópica é multifatorial. É necessário cercarmos todos os fatores que precipitam a doença em sua cadela.E mesmo assim muitas vezes podem haver crises.
    Se há uma ingfluencia alimentar nenhum outro alimento que não seja a ração restritiva de proteinas pode ser ingerida. Talvez tenha sido o gatilho da coceira novamente nnela. E também deve certificar que a pele dela não está seca.
    Pode ser usado sprays ou shampoo hidratante após o banho com a clorexidina semanal. e também nos intervalos dos banhos pode hidrata a região que ela está coçando.Pode ser uma explicação pois a clorexidina é um excelente antisseptico mas pode causar ressecamento.
    O convenia é um excelente antibiotico quando se tem infecção secundária ao prurido. É cara, mas é pratica e eficaz. Alternativas mais baratas são a administração de antibioticos do mesmo grupo via oral, quando se faz a necessidade para tal.
    Infelizmente não conheço vet especializado nessa área em Florianópolis, mas há de ter, procure na Internet ou na faculdade alguma indicação.
    Abraço Andrea-pelepet

    ResponderExcluir
  26. Boa Noite...tenho um cão da raça AKITA e goataria de saber um tratamento mais eficaz para a DA, faço tratamento nele desde que apresentou o problema, já fez raspado dermico, banhos medicinais, ração alergenica, até vacina, corticoide, antihistaminico, toma Pelo&Derm, e agora ela esta numa crise doido, com prurido intenso, tive que tosar todo o pelo dele para tratá-lo. Depois de tosado vi como a coisa tava feia, ele estava sangrando de tanto se morder, de coçar. Ele agora esta em tto com fenergan VO, inicou com fernergan IM...parece q esta secando as feridas,mas no pescço começou novamente a ficar ferido com sangue...não sei mais o que fazer. e ele antes de tosar teve uma queda de pelo consideravel. Esta em uso também de frontiline PLUS.

    ResponderExcluir
  27. Debora e Wellson
    Não sei se estão com acompanhamento de um veterinário especializado na área dermatologica,o que seria bem interssante. Se são de Porto Alegre poderiamos marcar um encontro!Teria que ser feito um check-up e rever todos os passos dessa terapia, se houve falha em algum desses fatores( como antipulgas, alimento...A DA é uma doença multifatorial. Muitas vezes concomita com outras e é intensificada por bacterias e leveduras. Se estas estão presentes, protocolos com antimicrobianos também devem ser preconizados afim de não exceder seu Limiar de prurido( não execer a sua tolerancia frente a coceira).
    Além desses fatores da propria Microbiota da pele, alérgenos externos, tem o fator "barreira cutanea", que deve ser levado em conta afim de tornar a pele mais resistentes. Hoje há no mercado excelente shampoo e sprays hidratantes , assim como suplementos pour-on(aplicado na nuca) a base de Ceramidas e acidos graxos que vão garantir excelente proteção.
    Podem me ligar que conversamos melhor.abraço

    ResponderExcluir
  28. Boa noite doutora,

    Tenho um poodle de 13 anos. Ele tem uma dermatite horrível, começa com umas pústulas pequenas que se abrem, depois a região fica vermelha e mais tarde viram crostas pretas e ressecadas. Há dois anos apliquei o Convenia e após iniciei a pulsoterapia. Resolveu por um tempo, agora a dermatite voltou com tudo, não respondendo mais ao Rilexine. Há uma semana tomou mais uma injeção de Convenia, mas até agora não observei melhora. Quanto tempo o Convenia leva para fazer efeito. Ele terá que tomar a outra dose na semana que vem, mas será que vale a pena, uma vez que não houve melhora até agora? Obrigada pela atenção

    ResponderExcluir
  29. Olá Dra. Psicanalisarte,
    Provavelmente o que sua Poodle tem é uma Piodermite responsiva a antibiotico. Geralmente estas são secundárias a algum processo de base.
    Se não está mais respondendo ,"na prática", pode ser devido há uma resistencia bacteriana, ou a causa base está presente.
    vale a pena fazer um bacteriológico com antibiograma para conferir a sensibilidade a Cefovecina, principio do Convenia.
    É importante o reforço do Convenia sim , na minha opinião para que só após o ciclo total de antibiotico poder avaliar e conforme mudar o antibiotico. Espero ter ajudado.abarço

    ResponderExcluir
  30. Olá, meu nome é Ana, tenho um shi-tzu de 3 anos que sofre com dermatite atópica acerca de 1 ano, já tentamos de tudo, mas nada parece adiantar, e a cada dia piora a intensidade das feridas e se espalham por mais locais. Começou apenas nas patinhas, mas agora ja se espalhou para o queixo, ao redor do nariz, pelas pernas todas e barriga, já usamos diversos medicamentos, como: cefalexina, prednisona, amitriptilina, pelo & derme, bezetacil injetável, spray cortavance, clorexidina, pomadas diversas como ganadol(penicilina), candcort, entre muitas outras, ja comeu ração a base de ovelha, agora come a base de peixe e ja foi suspendido o uso de produtos de limpeza em casa, apenas água sanitária, ja usou xampú de cetoconazol e alercalm. A única coisa que apresentou melhora foi com ganadol, mas depois piorou o dobro, ele tem loucura por lamber os locais das feridas, e estas ficam literalmente "na carne viva" e sangra bastante, por isso usa o colar elizabetano. Não sei mas o que fazer e todos os tratamentos prescritos pelos veterinários parecem não adiantar... Gostaria de uma opnião sobre o que mais devo fazer... Desde já obrigada...

    ResponderExcluir
  31. Ana Jessica,
    Pára Tudo! Tente consultar um dermatologista em sua cidade.
    Pode ser que seja um atópico, mas pelo teu email é dificil de avaliar.
    Não sei se já foi realizado exames para constatar presença de bacterias e leveduras, se já foi realizado exclusões....e teria que avaliar respostas medicamentosas também.O mais importante é constatar quais são os agentes, ou principais alérgenos e fatores que precipitam a doença dele, e como controlar. Não tem um remédio que cura. A doença é incuravel, apenas controlavel, por isso, pare tudo e consulte um veterinário especializado.Qualquer coisa me liga que te oriento.

    ResponderExcluir
  32. Ola, tenho um shi-tzu com 4 anos, a três meses ele começou com uma coceira forte, a pele começou ficar avermelhada e perdeu o pelo no local,com o passar do tempo começaram a sair várias feridas pelo corpo inteiro. Foi feito exame e constatou-se staphilococcus,o último tratamento foram 21 injeções intra-musculares, sofreu muito e não adiantou nada. Agora estamos aguardando um período de 10 dias para refazer o exame, mas tenho certeza que irá dar positivo, pq está aumentando as feridas e ele se coça muito.Fico com muita pena de ve-lo assim. No momento estou dando banho com cloresten duas vz por semana, colocando o allerderm uma vz por semana e passando creme de calendula nas feridas... o que devo fazer?Teho como amenizar este mal estar nele? Obrigada!!!

    ResponderExcluir
  33. Oi Anonimo. Referente ao seu comentário anterior. Penso que bem provavelmente o seu cão esteja cursando com piodermites superficiais, causada pelo Staphilococcus pseudointermedius, principal bacteria envolvida nesse quadro, geralmente secundária a doença de base( na maioria dos casos, as doenças alérgicas).
    O protocolo de tantas injeções suponho que tenha sido atraves da imunoterapia? Nesse caso, talvez não tenha sido benefica pois é necessario um tratamento prolongado com antibiotico concomitante com as injeções. É necessário reduzir primeiramente a contaminação bacteria enquanto se inicia a dessensibilização atraves da imunoterapia . Após a descontaminação completa é que medidas de prevenção e/ou de controle de alérgenos são adotadas, assim como a restauração da barreira cutanea atraves de forte hidratação..
    Sempre que possivel após o uso de cloresten, hidrate sua pele com produtos adequados.abraço

    ResponderExcluir
  34. Boa noite. Após muito ler, parece que encontrei uma pessoa que entende do seu trabalho. Tenho uma lhasa apso de pelagem branca e pele rosa, ela está com 1 ano de idade. Tem uns 2 meses que percebi que ela está coçando muito o pescoço e o queixo. Coça tanto que chega se ferir. No pescoço e no queixo aparece umas bolinhas vermelhas que vão crescendo e formam como se fosse uma "espinha inflamada",( meio durinhas tipo uns nódulos, algumas com uma pontinha amarela), depois de tanto coçar elas estouram, viram feridas e secam. Minha vet solicitou que eu trocasse a raçao Royal Indoor pela Royal hipoalergênica, vou trocar o bebedouro por aquele q ela lambe uma ponta evitando q molhe a barbinha. Dou banho uma vez por semana com clorexidina (no dia parece q ela relaxa, mas depois volta a coçar). Mas confesso que estou desanimada, pois sinto q ela sofre com as coceiras e não sei o que fazer. Gostaria de saber se estou no caminho certo, e se teria como eu mandar uma foto p saber o que pode ser. Obrigada!

    ResponderExcluir
  35. Oi Suzana,
    Já deve ter lido que os lhasas são raças muito predispostas a dermatopatias, principalmente os mais claros. A idade condiz com o surgimento dos primeiros sinais de dermatopatias alergicas.
    Seria bom realizar raspados apenas para retirar a possibilidade de doença parasitária. Uma vez negativo, causas alérgicas deverão ser excluidas(pulgas, alimento...)Paralelamente , deve-se levar em conta a funcionalidade de barreira que nesses casos é deficiente, então shampoos hidratantes se tornam necessarios frequentemente para tornar a pele mais resistente a infecção. No queixo, provavelmente estás se deparando com piodermas, imagino, tipo"acnes". Os piodermas tem como agentes as bacterias que se multiplicam secundariamente ao prurido(coceira). Em casos mais graves, é necessário utilizar antibiotico.É$ logico que a criterio do veterinário. Mas de antemão, poderia te sugerir o uso de antissepticos, como a clorexidina, mais nos locais de lesões, como no queixo, diariamente, e não em todo corpo se não houver lesões pois ela ao mesmo tempo que objetiva a limpeza profunda do foliculo, resseca tambem a pele, o que não queremos para uma pele alérgica.E utilize também sprays hidratantes pós banho. Concomitantemente deve ir excluindo todas as causas, se possiveis.
    Espero ter ajudado um pouquinho.

    ResponderExcluir
  36. Dra. como estou feliz com a sua resposta, muito obrigada!!! Vc me ajudou MUITO!!! Atualmente estou morando em Brasília, mas sou do sul e estou perdida com relação a profissional. Acabei de ver algumas imagens na internet, e as bolinhas, no queixo e mandibula(que tinha começado com uma, tipo uma picadinha, hje o número de lesões aumentaram), da minha lhasa se parecem muito com piodermas. Mas ainda estou com uma dúvida, esses shampoos hidratantes e sprays hidratantes, são específicos para piodermas? ou é qualquer shampoo? e com relaçao a clorexidina, eu estava usando uma vez por semana, no banho, em forma de shampoo. Existe clorexidina em spray? e vou usar diariamente nas lesões, confere? Muito obrigada, mais uma vez!

    ResponderExcluir
  37. Suzana,
    As limpezas dos piodermas do queixo podem ser realizadas diariamente com antissepticos, como a clorexidina, em forma de solução ou spray.A concentração dessa dependerá da profundidade da lesão. Os banhos podem ser realizados semanalmente com a clorexidina nos locais de lesões. Após o banho e entre os banhos, conforme a necessidade a pele deve ser hidratada com sprays veterinarios que possuem hidratante, emolientes, e umectantes.O tempo de tratamento e frequencia será preconizado pelo veterinário.
    Tente procurar um veterinário especializado na área para cuidar da saude da pele de sua lhasa. Qualquer outra dúvida escreva para meu email: anagel77@gmail.com abraço

    ResponderExcluir
  38. Ok, Dra. Mais uma vez, mto obrigada pele atenção. abraço

    ResponderExcluir
  39. Bom diia dra, sou dermato e proprietaria de um srd que possui ulcera nasal, decorrente de dça cronica. Ele espirra demais, a ponto de sangrar a mucosa, omq a sra sugere como anti histaminico? Cetirizina e dexa ja foram usados sem resposta....o q acha do Polaramine? Abraco obrigada

    ResponderExcluir
  40. Oi Dra. dermato,
    Já foi investigado a causa dessa úlcera? Se não, sugiro uma Biopsia. Podem ter causas infecciosas, incluindos fungicas, neoplasicas... O tratamento com corticoide e histaminicos foi usado para o tratamento da úlcera ou alívio dos sintomas?Conte mais. Se quiser pode me mandar uma foto via email. abraço

    ResponderExcluir
  41. acho que meu cao está com dermatite,pois tá se coçando muito,suas orelhas e barriga estão avermelhados,além de lamber muito as patas,me ajude por favor

    ResponderExcluir
  42. Oi Valdinha,
    É importante levá-lo ao veterinário o quanto antes para evitar que a patologia se torne crônica.
    Se for de Porto alegre , me coloco a disposição.
    Boa sorte!

    ResponderExcluir
  43. Olá, muito bom seu site.
    Sou do interior do RS, e infelizmente aqui tenho dificuldades de encontrar bons profissionais na área. Tenho uma Cachorrinha de 2 anos, Lhasa Apso. Ela começou a algum tempo a a presentar "feridinhas", como notamos que ela se coça bastante, levamos a um vet daqui que nos disse se tratar de problema genético. Ou seja, incurável, então nos amenizamos a situação com os banhos semanais com shampoos antielergênicos, pomadas de cetoconazol... as vezes alguem da casa se ausenta por alguns dias, ela parece que baixa sua imunidade, o que acarreta em nova leva de "feridas"...desta ultima vez chegou a ficar com um dos olhos assim... lembra muito sarna... hj ela ainda se coça e esta com casquinhas em todo o corpo...vou raspar seu pelo para melhor ver os machucados e tratar... o que pode vir a ser... se for baixa imunidade como que se trata?

    ResponderExcluir
  44. Que bom que gostaste do site anônimo.
    A Dermatite atópica é uma patologia de pele genética mesmo. Provavelmente as "bolinhas' que observa são piodermas que se instalam pelo favorecimento desta pele a elas. Muitas vezes é necessario instituir protocolos com antibiotico nas crises.
    Com o pelo curto é melhor a manutenção dessa pele, para poder hidratar mais com o uso de xampus hipoalergenicos e hidratantes, e controlar a infestação de ectoparasitas(pulgas e carrapatos)que agravam o problema.A ansiedade pode baixar a imunidade sim e intensificar a doença, mas é apenas um dos fatores que agravam de uma gama muito maior. A Coceira se dá mais ao problema da falta de barreira cutanea e os alérgenos que a precipitam. Por isso que o mais ímportante é proporcionar hidratação intensiva e controle dos alérgenos na medida do possivel( antipulgas regulares , alimentação...)

    ResponderExcluir
  45. Dra. Pele Pet, parabéns pelos excelentes comentários. É realmente um alívio obter ajuda quando estamos vivenciando o sofrimento de nossos bichinhos... Tenho um pastor alemão de 8 meses, que me parece estar com algum problema de pele. Há dois meses ela apresentou umas manchas vermelhas na barriguinha que depois cicatrizavam, fazendo uma casquinha. Não dei muita importância, pois elas vinham e desapareciam rapidamente. Comecei a observar que há um mês começaram a aparecer em maior quantidade. Levei ao vet e não obtivemos resultado com a cultura de sarna e fungos. Ele me recomendou passar o Tetirsanol Spray nas feridas. Entretanto, há umas 2 semanas apareceram as mesmas feridas no fucinho e na pata. Não sei o que fazer. Como o outro resultado deu negativo, o vet pediu um exame de leishmaniose. Segundo ele, a probabilidade é muito pequena. Pelo que vi na internet parece ser dermatite. O que a Sra. recomenda? Acho que na minha cidade não há nenhum vet especializado em dermatologia animal. Estou realmente desesperada. Obrigada

    ResponderExcluir
  46. Olá Lisly.
    Onde voce mora?
    É sempre dificil imaginar os sinais clínicos via web, mas parece um caso de Impetigo e/ou piodermite superficial. Essa tem inumeras causas: parasitárias, e /ou alérgicas...
    O raspado de pele a procura de acaros e a cultura fungica a procura de dermatofitose ( funfos patogenicos) deve ser investigada afim d exclusão,especialmente ao se tratar de um filhote
    Se for negativo, deve ser investigado outras causas..excluindo-as

    ResponderExcluir
  47. Olá , estou aqui desesperada procurando por ajuda para minha Sharpei, a Mel vai fazer 3 meses amanha dia 30/08 e a +/- um mes ela começou com algumas 'espinhas' nas costas qe saiam e secavam e deixavam uma falha no pêlo. A veterinaria passou Dermax plus para ela, já usei 2 vzs e só tem piorada, Hg vim pra internet procurar sobre o assunto, pqe qdo a vi hg ela estava com a barriga cheeeeia de bolinhas vermelhas e já com algumas feridinhas de tanto se coçar. Pelo oqe tenho visto , me parece ser essa a doença dela. Dra, estou desesperada, me ajude por favor, oq posso fazer de imediato para pelo menos parar a coceira e relaxa-la um pouco mais.

    ResponderExcluir
  48. Olá proprietário(a) da Mel ,Sharpei.
    A Dermatite atópica é rara em filhotes.
    Em filhotes com impetigo ( pustulas abdominais) muito importante num primeiro momento excluir possibilidades parasitárias e infecto contagiosas( acaros, fungos, verminose, virose..), para depois pensar em doenças alérgicas e/ou dermatites irritantes.
    Conversa com o vet dela para procurar a causa desse problema.Abraço

    ResponderExcluir
  49. Boa noite...
    Tenho uma bulldog francês, que apresenta um caso de dermatite, prurido intenso, queda do pelo nos locais onde apareceram as feridas, fora a coceira excessiva ela fica constantemente lambendo o local. Isso vem ocorrendo ha um bom tempo, devido a isso o uso de corticoides e cefalexine entre outros medicamentos foram utilizados inúmeras vezes, e sempre é a msm coisa, durante o período de tratamento passa que é uma beleza, mas da pouco mais de uma semana volta td de novo, tenho um grande medo de continuar dando a ela esse medicamentos e prejudica-la pelo uso continuo dos mesmos, podendo ocorrer o comprometimento da glândula adrenal. Enfim da ultima vez q suspende o uso dos medicamentos, ela piorou muito, mas muito msm!!! Ja fiz exame de sangue, raspagem, e nada foi resolvido. Troquei alimentação, por uma ração a base de arroz e ovelha, para raças sensíveis.

    Peço-lhe pelo amor de Deus, que me responda e que me ajude, pois já não sei mais o que fazer. Se possível poderia me falar se a alimentação esta correta, se há alguma outra ração, qlqr coisa que puder me ajudar, serei grata.

    ResponderExcluir
  50. Karina, é muito importante saber que essa doença , infelizmente, não tem cura. Digo isso, apenas para mão te frustares ou esperar que um medicamento resolva tudo.
    É uma doença que pode ter controle sim, mas não é apenas com uma medida,e sim inumeras a serem tomadas para ela se coçar POUCO.
    É importante a tua consciencia frente aos efeitos colaterais pelas medicações.
    Te oriento a procurar um veterinário especializado na tua região com mais experiencia no manejo com essas drogas e com a doença em si.
    abraço

    ResponderExcluir
  51. Dra.Andrea finalmente pude entender o que acontece com minha querida Nina uma york de 5 anos que há 3 começou apresentar todos esses problemas relacionados.Acompanho com vet mas sem sucesso. Poderia indicar um especialista na cidade de Campinas-SP ou na região?Levo a Nina para qualque lugar pra que ela melhore.Grande abraço.Andréia Forti Santos

    ResponderExcluir
  52. Bom dia Dra.PelePet, parabéns pelo seu blog. Realmente muito útil os comentários.
    Tenho uma Shitzu de 4 anos desde dois anos de idade apresenta problemas de pele. Sempre teve umas falhas arredondadas no pelo só na cabeça. Usava dermolene indicado pelo veterinario, resolvia, mas depois voltava. As vezes ficava ferido com pus, usava crema 6A e resolvia mas na maioria das vezes fica seco.
    Agora estou desesperada porque há 4 meses essas falhas começaram aumentar, e fica uma cicatriz profunda. Algumas falhas ficam manchadas de marron, mas não há ferida, nem pus, apenas descamação da pele, queda do pelo. Ela também não se coça. Mudei a ração para carne de carneiro e arroz, sempre usou shampoo alermyl, e ampolas hidratantes allederm uma vez por mes. A pele dela é muito seca. Fiz raspagem que acusou uma bacteria chamada "cocos" em grande quantidade e negativo para fungo. Ela está tomando Celosporin há 10 dias e não estou vendo melhora, está aumentando mais, e fica apenas na regão da cabeça. Por favor me oriente!!!
    Marisa Diniz

    ResponderExcluir
  53. Andreia Forti,
    Em Sao Paulo capital tem a clinica do Dr. Ronaldo Lucas, especialista em Dermatologia veterinária
    Segue o endereço:
    Rua Conselheiro Saraiva, 930 - Santana, São Paulo SP

    ResponderExcluir
  54. Bom dia PelePet.
    Sou proprietário de um West de 1 ano e ele tem dermatite atópica. Diversos exames já foram feitos e inúmeras tentativas de administrar também, mas todas em vão ! Meu cachorro está vivendo há alguns meses fazendo pulsoterapia com corticóides, basta retirá-la que as coceiras em suas patas voltam. Ele se lambe demais, as patas ficam completamente feridas. Ele toma meio comprimido diário de 5 mg, sendo 1/4 pela parte da manha e 1/4 no final da tarde. Essa seria uma dose alta ? Quais os contras ? Já fui em diversos veterinários e sempre a mesma resposta, ou ele vive com o remédio ou ele se coça até se machucar. não sei o que fazer, qual será o melhor caminho ? Grato

    ResponderExcluir
  55. Parabéns dra. pelo belo trabalho!Tenho uma cocker (10a)que há 1 ano começou a ter problemas de alergia nas patas, coincidentem/ após uma obra no quintal.Desde então, o problema se tornou crônico, Já tentei de tudo:injeções de convênia, cefalexina, corticóide, permanganato, rifamicina, cetoconazol, otoguard...Infelizmente, ela tem picos de melhora e altas crises, nunca está ótima. Ela lambe demais as patas, surgindo assim uma irritação entre as almofadinhas e o aparecimentos de caroços gdes entre os dedos.Solicito um parecer, e se possível indicação de veterinários em São Paulo.Será que o caso dela tbém é DA, não tem cura?Gde. abraço!!!Lisa Asato

    ResponderExcluir
  56. Boa tarde doutora
    Minha cachorrinha york tem atopia. Já fez raspaagem e as feridas são de uma bactéria comum encontrada na pele.Já utilizamos ração hipoalergenica, já usamos diversos tipos de antibióticos e antialergenicos. Os aantibióticos não fazem mais efeito, em sua maioria. Já consultei vários dermo. Recebi a indicação de fazer imunoterapia. Acha que pode funcionar?

    ResponderExcluir
  57. Allison e Marisa Diniz,
    Que bom que gostaram do Blog!
    Pensando no caso de sua shihtzu, me perguntei se não é "Alopecia por Tração" ocasionado geralmente pela tração do pelo ao se atar o pelo da cabeça, fazer um "rabinho" ou "Chuca" evitando que estes caem sobre os olhos. Claro que é bem importante a avaliação de sua pele.,descartando outras patologias, mas pelo que relatas, as lesões são basicamente na cabeça e condizem com esse tipo de alopecia. Se precisar de mais informações pode me escrever( anagel77@gmail.com)

    ResponderExcluir
  58. Proprietário do West de 1 ano:
    Seria bom consultar um Dermatologista próximo de sua localidade.
    A dose que ele toma não é alta porém efeitos colaterias com o uso de corticoide , mesmo em dose baixa poderia tambem gerar problemas futuros.
    Tem que ver se existem agentes como bacterias e leveduras que perpetuam e intensificam a doença a doença deles, e talvez utilizar drogas mais seguras como ciclosporina afim de conseguir baixar o prurido dele , alem de tratamento topico intensivo atraves de hidratantes , controle de ectoparasitas... Existe toda uma conduta de exclusões , e tratamento individual para cada caso. O objetivo é qualidade de vida sem tantos efeitos colaterias se possivel.

    ResponderExcluir
  59. Proprietária da Cocker idosa:
    Olá! Que bom que está gostando do Blog.
    Em relação as patinhas dela, teria que averiguar se é um problema decorrente dos alérgenos ambientais que ela se expos devido a obra, e /ou se é uma pododermatite derivada de outras causas , como as parasitárias.
    Pode sim, uma cadela que nunca teve alrgias, de uma hora para outra iniciar com os sinais clinicos .
    Em S.P, estará em ótimas mãos do Prof. Ronaldo Lucas, que tem uma clínica especializada na capital de SP.
    Abraço

    ResponderExcluir
  60. Proprietária do ultimo comentário sobre a Yorkinha:
    Infelizmente hoje nos deparamos com as bacterias multiresistentes! Um problema!
    Muitas vezes exames bacteriologicos com antibiograma nos apontam uma bacteria X sensivel a antibioticos Y, mas na prática não há muita resposta tambem.
    Já foi realizado esse Exame( bacteriologico com antibiograma)?
    A Imunoterapia para bacteria vem bem nesses casos. Serve para a dessensibilização desta , e também para melhorar a resposta a antibioticos evitando recidivas tão frequentes! Talvez seja indicado.abraço

    ResponderExcluir
  61. Olá Doutora, fiquei muito feliz em encontrar alguém que esclareça nossas dúvidas, a seis meses atrás levei meu Shih Tzu para o pet para tosa higiênica, ele voltou com muita coceira no saco escrotal e muito vermelho, achei que ele melhoraria com o tempo mais ele começou a lamber e ficou na carne viva então levei no veterinário, e ele receitou usar o colar, maxican, dermacorten e rifamicina não surgiu nenhum efeito então levei em outro veterinário mas foi a mesma coisa, ele já usou vários medicamentos, e de uns quatro meses para cá ele esta apresentado coceira no meio das patas e embaixo, na cabeça, no queixo, ele lambe as patinhas o dia todo e já arancou varios tufos de pelô da cabeça de tanto coçar, tem muita remela nos olhos e lagrimeja muito, agora estou dando banho com o allerdog mais nada adianta estou desesperada, já gastei muito dinheiro mas queria que ele estivesse mesmo saudavel, sera que pode me ajudar, ele ja fez exames e não constou nada, há e ele tem um ano! aguardo sua opinião, muito Obrigado Jéssica.

    ResponderExcluir
  62. Olá! achei suas explicações bem esclarecedoras, e eu sou mais uma preocupada com a alergia de pele, tenho uma schnauzer de 6 anos, e há 4 anos tem sido uma batalha cuidar dessa alergia de pele, confesso que hoje estou muito desanimada e preocupada, pois já usei vários tipos de shampoos, anti-histamícos e prednisona,já passou por vários veterinários, e como é um animal com problemas hepático e renal, sou muito cautelosa e atenta, a prednisona ameniza as crises de coceira,não estou usando mais, pois o vet constatou que ela esta apresentando aumento de pressão arterial e suspendeu o uso, estava usando fenergan comprimidos nas crises, e dava um alívio, porém agora a medicação tem causado vòmitos e não sei mais o que fazer, aprecem caroçonhos por dentro da pele, dias depois eles estouram para fora da pele, formam crostas, ele coça o local e acaba por sangrar. por favor me dê uma orientação. grta.

    ResponderExcluir
  63. Olá! Preciso que me dêem umas luzes pois tenho feito de tudo e n sei o q a minha yorkshire tem... Tudo começou faz çerca de 2 anos atras (ela tem 4 anos) e ela começou a apresentar tipo umas borbulhas que eclodiam e depois desapareciam e apareciam em outro local do corpo. Tudo isto inicialmente na barriga estendendo se depois. Fui ao veterinário varias vezes e inicialmente deu resultado como sendo uma cultura de fungos e como tal foi devidamente medicada com banhos e comprimidos e realmente parecia q havia resultado. Fez se novamente o teste e deu negativo. Passado algum tempo novamente as mesmas borbulhas e fez se novamente o teste e deu negativo no entanto o tratamento foi o mesmo com xarope, comprimidos e banhos. As borbulhas desapareceram mas deram lugar a umas pintas tipo sardas por todo o corpo, inicialmente na barriga e estendendo se agora para o pescoço e membros. O q poderá ser isto? Estará relacionado com as borbulhas? Ela coca um pouco mas n demais... Hj mesmo vai ao veterinário mas entretanto gostaria da vossa opinião por favor. Obrigada

    ResponderExcluir
  64. Oi Vera!
    Imagino a tua angustia com o caso de sua pet.
    Os terriers são muito sensiveis mesmo.
    É sempre muito dificil imaginar via web o que está acontecendo, mas dá uma olhada no tema "piodermite superficial" e converse com o vet que a supervisiona se não é o caso dela.
    Essa patologia , na sua maioria tem causa alérgica( quando nao é causa parasitária, acaros, fungos..fazer a exclusao desses antes)e o uso de antibioticos num primeiro momento ou a longo prazo se fará necessário.
    E se a causa for alérgica e/ou Atopica, antihistamicos e controle de alérgenos são fundamentais.
    A hidratação deve ser realizada sempre para a pele alérgica atraves de shampoos e loções para tal.
    Se for o caso de entrar com antibioticos , hoje existe no mercado antibioticos injetaveis de longa ação mais seguros para esses pacientes sensiveis do TGI, hepatopatas...
    Como o caso é bem crônico, se possivel tente localizar um profissional especializado em sua região.
    Fica a dica.
    abraço

    ResponderExcluir
  65. Gostaria de parabeniza-la pelo espaço, foi muito esclarecedor todas as histórias compartilhadas no blog a respeito de nossos pets, verdadeiros membros de nossas famílias. Tenho uma poodle, de 11 anos, extremamente dócil, gentil e brincalhona. Desde pequena ela tem como hábito lamber as patinhas ou alguma parte do seu corpinho, mas sempre de maneira pontual, chegando a morder para arrancar os pelos. Acontece que de 1 ano pra cá isso ficou crônico, ao ponto dela morder a patinha para arrancar os pelos e fazer feridas pela lambedura. Outro aspecto é o pescocinho, ela coça muito e as unhas acabam machucando, é muito triste. Desde pequena ela sofre com otite, é um banho que deixa cair agua e ela desenvolve, sofro quando não sou eu que da banho nela...rs. O fato é que o veterinário não conseguiu descobrir como ajudar, somente tentou tratar a lambedura e recceitou o colar. O fato é que a danada conseguiu achar uma forma de alcançar a pata mesmo de colar e não tenho sossego. Informei ao veterinário que uma vez, numa consulta numa clínica no litoral norte de SP disseram que ela tinha dermatitie utópica e receitaram um remédio para ela, local e comprimido. Não lembro o que foi, mas deu muito certo e ela se recuperou. O fato é que eu preciso de uma indicação de uma clínica e um profissional em SP capital que possa leva-la para iniciar um tratamento, para se não cura-la, amenizar, pois sofro ao ve-la de colar. Pela idade, foi diagnosticado um desgaste patelar na pata traseira esquerda e começou a incomoda-la, ela tá mancando e sobrecarregando a outra patinha, que começou a tremer. Por favor, caso tenha uma indicação de profissional para estas especialidades ficaria muito grato. Parabéns pelo espaço e muito obrigado pela ajuda.

    ResponderExcluir
  66. O, Tenho um Lhasa, e sempre teve problema de otite, já fiz todo tipo de tratamento com com anti alergico, epiotc e natalene e nada um veterinario receitou Ototron e ficou boa da otite foi o nico remedio eficaz acontece que volta após o tratamento, bem agora não sei mais o que fazer, e tambem ela tem uma escamação preta nas patas que passa o tempo todo moedendo e lambemdo, o que devo fazer.
    Sou de Salvador

    ResponderExcluir
  67. Jessica
    Sobre teu shihtzu...
    Veja se há um Veterinário especializado na sua região.
    Pode ser que esteja iniciando alguns sinais da Dermatite Atopica, mas só o profissional para descartar outras patologias e assim confirmá-la.
    Investigação do meio em que vive , e seu ambiente tambem será questionado.
    abraço

    ResponderExcluir
  68. Ana Aires,
    Dá uma olhada no Link Piodermite superficial em cães,
    Esta dermatopatia normalmente é secundaria. Fungos podem ser UMA das causas,mas muitas outras causas também poderão dispertar essas pápulas que voce cita.O importante é investigar se existe uma causa, O QUE ESTÁ ACONTECENDO AGORA na pele dela e como controla-la para melhorar o estado de pele de sua york.
    Fica a dica

    ResponderExcluir
  69. Thiago Braga!
    Em SP Capital tem uma ótima clínica de Dermatologia Veterinária do Dr. Ronaldo Lucas.
    Boa sorte com essa vovózinha
    Abraço

    ResponderExcluir
  70. Bom dia!
    Parabéns pelo blog, muito útil e esclarecedor.
    Tenho uma beagle com 2 anos e 8 meses, Mel, que há um ano, mais ou menos, desenvolveu dermatite atópica. Seguindo as orientações e prescrições do veterinário, tentei de tudo, corticóides (ela teve reações horríveis e pouco resultado), shampoos caros, rações diferentes, pomadas, homeopatia, florais e todo mês aplico frontline, max 3 ou outro similar. O pelo dela é brilhante, macio e saudável, mas as patinhas ficam avermelhadas por baixo e entre os dedinhos, ao redor dos olhos e principalmente a boca fica com lesões, pois é onde ela mais se coça, chegando a sangrar às vezes. A única coisa que não tentei foi impedi-la de ficar na grama(geralmente meia hora por dia), espaço que ela mais gosta.
    Ela é muito boazinha, obediente e sofro muito ao vê-la sofrer.
    Me dê uma luz!
    Obrigada,
    Jaqueline

    ResponderExcluir
  71. Gilmário,
    Otites estão muito relacionadas com a Dermatite Atópica. Costuma ser um sítio de reação em muitos casos. Por isso não a veja apenas como uma doença (otite) , isolada.
    Agentes , como bactérias e leveduras devem ser investigados no conduto e patas ,pois podem estar intensificando o quadro, e assim devem ser tratados também.
    A questão é saber porque volta.Um profissional especializado deve supervisionar o caso e entender a doença de seu Lhasa para melhor controlá-la. abraço

    ResponderExcluir
  72. Jaqueline!
    Beagles são muito predispostos a DA, assim como outras doenças reativas.
    Se as lesões são localizadas, e testes de exclusões de alérgenos já foram realizados e mesmo surgem lesões em determinados sítios/locais, talvez tratamentos tópicos nessas areas ( perioral, e patas) já poderão ser suficientes. Produtos aplicados diarimanete? Teria que saber se há agentes ( bacterias e leveduras nesses locais aumentando o grau de coceira e procurar produtos adequados para essas areass.
    abraço

    ResponderExcluir
  73. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  74. Olá, minha cadelinha é uma West terrier de 11 meses, ela ficou com meu namorado durante as férias e quando a peguei de volta estava cheia de pulgas e carrapatos, aí notei também a presença de pústulas na sua barriguinha e algumas pelo corpo o que me levou a pensar que fosse dapp, então tratei logo de comprar um frontline e passei nela, porém, ela não apresenta mais pulgas e carrapatos e ainda se coça muito, diria que até mais do que quando tinha, e também tem as pústulas. Notei também que ela anda lambendo muito as patinhas, aí levei ela no banho e tosa e ela foi tosada e a veterinária de lá me recomendou que passasse merthiolate na barriga da minha cachorrinha. Mas desde o banho e desde que usei o merthiolate não notei nenhuma mudança em relação a coceira dela, pelo contrário, parece que ela se coça cada vez mais. Já não sei mais o que fazer e nem qual medicamento usar. Preciso de ajuda.

    ResponderExcluir
  75. Olá Dra.
    Tenho um lhasa apso que tem 10 anos, desde que ele tinha 1 ano ele vem lambendo as patas, já tomou vários medicamenos que vet receitou, mas até agora nada adiantou.
    Os dedos das patas estão enormes de inchadas, alergia a pulga descarto, porque ele nem sabe o que é picada de pulga, portanto gostaria de saber o que é que faço, pois deve doer e encmodar demais
    um grande abraço

    ResponderExcluir
  76. Boa Noite
    Tenho uma poodle de mais ou menos 2 anos , depois que eu levei ela pra fazer uma toza ela começou lamber exageradamente a patinha dianteira dela , essa pata esta ficando muito vermelha e tipo que meio sem pelo . O que pode ser isso ?

    ResponderExcluir
  77. Olá Anonimo!
    Em relação ao seu comentário anterior... Penso que muitas vezes , mesmo após o combate de pulgas e carrapatos, mesmo quando já se eliminou do animal, ainda resta o processo alérgico , desencadeado quando ela se infestou, e para isso o uso de tratamento para essa alergia ( coceira)que ainda resta , muitas vezes por via oral ,deverá ser indicado pelo veterinário.
    O West é bem sensível e tendencioso a Dermatite Atópica mas não dá para fechar este diagnostico ainda.
    Desde já te sugiro que utilize em sua rotina de banhos shampoos hipoalergenicos e/ou hidratantes.
    abraço

    ResponderExcluir
  78. Olá, tenho uma lhasa apso de 2 anos, a 8meses atras foi feito o teste de alergia na cepav, deu mtos positivos, ex. trigo, frango, boi, cenoura,malassezia e mais alguns fungos gramineas e arvores, foi feito a vacina que esta sendo aplicada a quase durante esses meses mas sem resultado. A ração hipoalergenica pra ela é hiperalergenica, ela come arroz com cordeiro ou coelho. a unica coisa que melhora as coceiras é corticoide, antialergico ja foi dado varios e nada. Não sei mais o que fazer, será que existe algum outro tipo de vacina pra ajudar?

    ResponderExcluir
  79. Olá Dono do lhasa de 10 anos!!
    É sempre dificil imaginar/ pensar nos problemas dos mascotes via web, pois é necessário todas as etapas do Exame clínico: anamnnese, exames diretos e complementares, histórico de medicações.....
    Mas caso ele seja um Atópico, saiba que é uma doença incurável. O que queremos é conforto para o animal com o mínimo de efeitos colaterais atraves das medicações.
    O mais importante é descartar agentes parasitários , e caso seja alérgico tentar correr atras de uma causa para melhor controlar o animal, o que muitas vezes é impossível.
    Patas é o sitio de maior reação alérgica pois está sempre em contato com o chão. Mas se o problema é localizado, muitas vezes se consegue o conttoole apennas com um tratamento tópico.
    Sugiro que marque uma consulta com um vet especializado em sua região. Abraço

    ResponderExcluir
  80. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  81. Bom dia Dra Andreia!
    Tenho uma Akita de 4 anos, esta com sarna demodecica. Já tratei com ivermectina, banhos com amitraz, prednisolona p coceira (ela se coça muito, até sair sangue)meu vet (moro no interior de sc), indicou a castração, porem ela esta com a pele muito comprometida no momento, mas também esta dificil a melhora...ela se alimenta bem e ingere bastante agua..nao sei mais o que fazer, acho que já gastei uns 3.000 reais e nao vejo melhoras...sei q é genetico e nao tem cura. Terias alguma sugestao para amenizar o problema dela?

    ResponderExcluir
  82. OI Daiana, Tua resposta estará na sessão de DEMODICIOSE. Até lá! andrea

    ResponderExcluir
  83. Bruno Caetano!
    Animais com pele sensíveis , após a realização de tosa baixa em patas podem apresentar esse tipo de coceira e lambedura excessiva, pois a pele mais seca, acaba sendo traumatizada, mesmo que não visivelmente , pela lâmina da maquina da tosa, agredindo-a e quebrando barreiras da pele.
    Dica: após a realização desse tipo de tosa, usar soluções hidratantes na região raspada, e/ou solicitar para que seja realizado o corte com tesoura e não com lâminas, ok?
    abraço

    ResponderExcluir
  84. OI Karen,
    Dá uma olhada no meu link de " Testes alérgicos ".
    Não tenho experiencia com o teste da Cepav, mas num geral em todos os Testes tem um índice de falsa positividade. E se pensarmos que existem muitos outros alergenos que não foram testados, por não ter no Kit comprado, talvez nem sabemos exatamente todos os alérgenos que sua lhasa reage.
    O ideal para que esses testes sejam mais fidedignos , mas que ainda não é realizado pois não se tem trabalhos, seria testar os principais alérgenos da região que moras , e os que sua lhasa se depara ( ambiente e rotina dela ) baseado na suspeita obtida atraves da conversa com o profissional.
    Mas vamos acreditar então que esses agentes já são alguns que ela não poderá entrar em contato, mas pense que essa doença é multifatorial, e que além dos alérgenos que ela reage também há questões como doneças que concomitam( que devem ser descartadas, por exemplo, DAPE, alergia alimentar, Seborreia...),intensificadores da doença( bacterias e fungos), e questões de barreira cutânea ( pele seca que favorece a entrada de alérgenos ambientais, e que deve ser corrigida atraves de hidratação, e/ou shampoos adequados. Somente observando essa doença como Um TODO é possivel o controle.
    Dá uma olhada nesse link
    http://www.blog.villechamonix.com/2011/11/racao-sem-graos-no-brasil.html

    Espero ter ajudado um pouco

    ResponderExcluir
  85. Muitos parabéns pelo blog. Por vezes nos sentimos infelizes por não sabermos como ajudar os nossos "amigos" e, neste espaço damos conta que não estamos sozinhos. Obrigada a todos pela participação na exposição dos seus casos e um Obrigada muito especial à Drª Veterinária que, decerto, muito ajuda quem tem tantos problemas com os seus bichos de estimação.

    ResponderExcluir
  86. Parabéns pelo seu trabalho. É reconfortante encontrar um espaço que descreva tão bem as dermatites e compartilhe as possíveis soluções.
    Temos um buldogue francês amigo e fofo e melhorou muito com a alimentação natural em dieta hipoalergênica. O site cachorro verde nos auxiliou muito assim como o seu blog.
    Já pensou em organizar palestras/cursos para ensinar os tutores/criadores sobre os cuidados especiais dermatológicos? Seria maravilhoso!!
    Parabéns novamente.
    Abraço carinhoso

    ResponderExcluir