quarta-feira, 30 de junho de 2010

ESCABIOSE ou SARNA SARCÓPTICA

Essa sim é CONTAGIOSA para seres humanos, é transmitida de animal para animal pelo contato direto e/ou atráves de fômites( pratinhos, canis..).
O agente é o Sarcoptes Scabiei var. canis.
Uma curiosidade é que este parasita pode ficar até 3meses na pele do animal SEM DESENVOLVER A DOENÇA.
É muitoooo pruriginosa( ou seja COÇA MUITO), e por isso, a pele sendo traumatizada constantemente, fica espessa(hiperqueratótica), e crostas são observadas nos cotovelos, bordas das orelhas..( locais onde os ácaros preferem)
Para um tratamento eficaz, todos os contactantes(outros animais que vivem com o cão/animal afetado), o animal acometido e ambiente devem ser tratados. É possível a cura desta patologia.

Dra. Andrea F. Nagelstein

quarta-feira, 9 de junho de 2010

DEMODICIOSE OU DEMODICOSE





Essa dermatopatia é de origem parasitária, causada pelo ácaro Demodex canis ( no cão) e Demodex cati( no gato). É a doença parasitária mais comum em cães. A transmissão ocorre nos primeiros dias de vida pelo contato das regiões mentoniana, perioral e periocular do filhote com a pele da mãe durante o ato de mamar.

Todo animal possui em sua flora normal de pele o ácaro Demodex em pequena quantidade, sendo totalmente assintomático, visto que seu organismo é capaz se manter e controlar este ácaro e manter o mesmo em população normal.

Agora ter o ácaro em sua flora não significa cursar com a doença clínica, ou seja a Demodicose ou mais conhecida como Sarna Demodécica.

Apenas o exame parasitológico de pele (EPP) revelará se o animal está com a doença ou não.
Animais que apresentarem pelo menos 1 ácaro adulto nesse exame são positivos para a doença , ou seja, estão em CRISE ou SURTO da doença, e deverão ser tratados individualmente á critério do Veterinário que optará pelo melhor protocolo terapêutico de acordo com sua idade , raça.. 

Trata-se a crise, porém não há cura. O animal pode vir a cursar com a Demodiciose futuramente se permanecer com alguma doença de base ou vir a  adoecer , por exemplo.

A doença se manifestará sempre em situações ou períodos de baixa de imunidade do organismo:  cio, estresse fisiológico, gestação, em filhotes (SURTO JUVENIL), ADULTOS e idosos COM DOENÇAS CRÔNICAS ( SURTO ADULTO) , com o uso prolongado de esteróides e outras drogas imunossupressoras, situações de doenças e/ou convalescência....
Um animal positivo para Demodiciose já é motivo para não cruzá-lo, castrá-lo e retirar seus pais da reprodução, afim de evitar a disseminação da doença e evitar a imunodeficiência nos períodos de cio e estresse fisiológico


Como mostra na foto abaixo, essa dachshund apresentou um Surto Juvenil. Foi realizado o tratamento na época, mas é portadora desta patologia.
É uma doença que podemos tratar a crise, mas é necessario um CONTROLE para o resto da vida, pois em situações de imunodeficiência a doença pode vir a tona novamente.



Dra. Andrea F. Nagelstein

COMENTÁRIOS E ELOGIOS SOBRE O BLOG

Olá Doutora, fiquei muito feliz em encontrar alguém que esclareça nossas dúvidas . Anônimo Olá! achei suas explicações bem esclare...