sexta-feira, 1 de março de 2013

Papilomatose em cães


Papilomatose canina é uma doença infecto-contagiosa viral causada pelo vírus Papilomavirus que apresenta-se clinicamente por papilomas orais , oculaes  e cutâneos ( mais raros) benignos e autolimitantes.
Ocorre , com maior incidência em cães com menos de 2anos de idade, porém pode afetar todas as faixas etárias.
A transmissão ocorre por meio de contato direto, e/ou pela fricção de fragmentos de tecido das lesões em mucosas lesionadas,  o que demonstra grande capacidade de transmissão.
Aproximadamente quatro a oito semanas após o contato o animal inicia a manifestação dos sinais clínicos: hiperplasia tecidual, elevações lisas e brancas da mucosa que evoluem para verrugas com aspecto de "couve-flor". Geralmente aumentam em número e tamanho por 4-6 semanas , e após começam a regredir.
O cão geralmente apresenta halitose, sialorréia, relutância em se alimentar e/ou dificuldade de ingestão de alimentos.
Estas podem sangrar facilmente podendo levar aquadros anemicos.
Em virtude do comportamento auto-limitante, na maior parte de casos não há necessidade de tratamento. Mas quando esta causando qualquer injúria ao animal é preconizada a terapia.
Tratamentos homeopáticos, auto hemoterapia, drogas imunoterapias, eletrocirurgia/crioterapia  são alguns tratamentos que poderão ser adotados dependendo do caso.

Dra. Andrea Fermann Nagelstein

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTÁRIOS E ELOGIOS SOBRE O BLOG

Olá Doutora, fiquei muito feliz em encontrar alguém que esclareça nossas dúvidas . Anônimo Olá! achei suas explicações bem esclare...