terça-feira, 13 de dezembro de 2011

PERGUNTAS E RESPOSTAS

1.OS ANIMAIS PODEM TER ALERGIAS A PICADAS DE PULGAS? O QUE FAZER?
DAPP: Dermatite Alérgica a Picadas de Pulgas

Uma das dermatopatias mais comuns em cães e gatos é a DAPP (Dermatite Alérgica  a Picada de PULGAS)
A exposição contínua a picadas de pulgas pode desencadear num animal predisposto a alergias um quadro de alergia a picadas, em que toda vez que sofrer uma picada dará sequencia aos sinais clínicos de vermelhidão, prurido intenso , perda de pelos e infecções secundárias.
É nessa época na qual é intensa a proliferação de pulgas que atendemos uma casuística maior de DAPP.
Lembrar que uma vez alérgico a picadas, o animal será toda vida. Não há cura só controle.
Nesses animais o uso regular de antipulgas se faz extremamente necessário. Deve ser sistematico, mesmo na ausencia de pulgas, pois basta uma picada para desencadear todo o quadro de alergia. Mesmo no inverno tem que haver essa regularidade também.
Procurar antipulgas que visam o controle de pulgas adultas e de formas jovens, que possua uma ação de " contato"( em que a pulga não precise picar para morrer).
Controle ambiental e nos contactantes a base de produtos específicos também deve ser realizado simultaneamente.
Dra. Andrea F. Nagelstein

2. COMO OS CÃES ADQUIREM ALERGIAS?


As alergias são ativadas por uma ou mais substâncias com potencial alergênico. Há uma predisposição genética individual que dita se aquele indivíduo será mais alérgico ou menos. Filhos de pais com problemas de alergias,têm grande probabilidade de desenvolver algum tipo de problema alérgico durante sua vida. E nos animais é a mesma coisa.

Os sinais de alergia nos animais de estimação aparecem após o contato com determinados alérgenos por vários meses ou até após alguns anos. O típico animal alérgico inicia os sintomas lambendo ou mascando as patas. Ao contrário que muitos pensam, a lambedura de patas é um forte indicativo de COCEIRA. Nos cães, raramente é problema psicogênico .

Alguns destes sintomas (por exemplo, prurido e/ou eritema na pele) são tão brandos que nem são percebidos pelo proprietário. Com a exposição contínua dos alérgenos, o animal irá gradualmente aumentar a gravidade dos sintomas. Após algum tempo, estes sintomas podem evoluir para um coceira persistente em várias partes do corpo chegando a formar feridas que freqüentemente se contaminam.

3. QUAIS OS PRINCIPAIS ALÉRGENOS QUE PERTURBAM OS NOSSOS MASCOTES?

Os alérgenos mais comuns são: ácaros de pó (principal), pó caseiro, bolores e mofos, pólens, alimentos, e irritantes, como saliva de pulgas, lã, produtos de limpeza...

Estes alérgenos podem produzir sinais de alergia durante todo o ano, enquanto que alergias a plantas que polinizam durante a primavera ou verão, ocasionarão sintomas de alergia somente durante estas épocas do ano.

Alergia a alimentos (a proteina, principalmente) podem ocorrer em qualquer época do ano também, obviamente se é o alimento de costume o causador da alergia do animal.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTÁRIOS E ELOGIOS SOBRE O BLOG

Olá Doutora, fiquei muito feliz em encontrar alguém que esclareça nossas dúvidas . Anônimo Olá! achei suas explicações bem esclare...